Arquivo de fevereiro, 2012

cinzas sobre o tapete

Posted in Poemas on 18/02/2012 by A palavra inaudita

aos poucos

 

os telefonemas começaram a escassear

como escassos eram os assuntos

conversas que duravam horas

tornaram-se enfadonhas em minutos

 

e passaram então

a contar os segundos

as distâncias aumentaram

e os cristais partiram-se em milhares

 

as cinzas multiplicavam-se

a ponto de cobrir seus corações

quando mesmo inertes

caminhavam sobre elas

 

ao olharem-se

perdiam-se seus olhares

não em si mesmos

mas em nada

 

e uma voz estranha

dizia exaustivamente

“‘somente as cinzas restarão”