Arquivo para outubro, 2013

As canções nunca terão um fim

Posted in Poemas with tags , , on 27/10/2013 by Geraldo Maciel

A eternidade sempre será pouco

mesmo assim a temos em nossas mãos.

 

Tudo é como já dissemos:

inevitável.

Nossos dias,

nossas armas,

nosso próprio caos.

 

As canções nunca terão um fim.

 

Passamos dias e dias esperando pelo que seríamos.

Passamos dias e dias sendo o que somos.

São nossos dias,

somos nossas armas.

 

E, mesmo sem palavras, tudo é como já dissemos.

Temos nossas canções e sabemos.

As canções nunca terão um fim.

 

Seu olhar atravessa a câmera,

passa pela tela,

destrói desavisados.

 

Da mesma forma que a chuva caiu sobre nós,

deitamos na grama e recebemos os sóis.

Ouvimos.

E soubemos que éramos nós.

Tudo é inevitável.

Tudo é eterno.

 

Passaremos nossos dias sendo o que somos

e respiraremos nosso próprio ar.

Somos tudo que criamos.

Nossa própria eternidade

nas palavras que ninguém pode dizer.

 

Em nossos olhos,

em nossas vozes,

em nossa pele:

as canções nunca terão um fim.

Anúncios