Arquivo para dezembro, 2013

ainda não sabes

Posted in Poemas on 25/12/2013 by Geraldo Maciel

ainda não sabes

quantas reações causa-me tua respiração

quão gratificante é saber-te minha e eterna

como minha alma reage a cada um de teus olhares

 

ainda não sabes

como fazes de meus dias únicos

quão próximos parecem meus horizontes

quanto de teu gosto escorre de minha pele

 

ainda não sabes

e nem saberás nos próximos minutos

horas ou dias

 

ainda não sabes

mas tenho e temos tempo

nossa vida será meu diário

 

e saberás

Anúncios

animus

Posted in Poemas on 01/12/2013 by Geraldo Maciel

eu gosto de tudo que és.

com a minha alma e com um pouco mais do que isso –

embora um pouco mais do que isso seja tudo que há em mim

e esse pouco vai muito além do que os olhos são capazes de entender.

esse pouco mais é a gota de chuva que insiste em cair em tua pele e escorrer sobre teus poros, sentindo e espalhando pelo chão o perfume que exalas.

é a noite que se cala enquanto caminhas, em uma reverência a teus passos que trazem em si a leveza e o peso da eternidade.

é o ar que respiramos juntos, em um ritmo que é só nosso e que faz com que outros sons, por mais que existam, tornem-se menores ao menos para nós.

é a luz que teus cabelos emanam, com sua cor única e perfeita, a emoldurar teu rosto empíreo.

é o toque e o entrelaçar de nossos dedos em meio a nosso silêncio e a escuridão destruída por teus olhos.

é a lágrima que cai quando nos lembramos de tudo que somos e do que ainda podemos.

é o sorriso tímido e o sorriso sem medo, que tornam tudo mais leve, mais bonito, mais nosso.

é a respiração que preenche o quarto quando, ofegantes, colocamo-nos lado a lado, e cada vez mais fazes que eu seja feliz.

é teu hálito e tua voz.

é tudo pelo que me apaixonei.

é teu nome.

Melina.