Arquivo para setembro, 2014

que sejam eternos

Posted in Poemas on 08/09/2014 by Geraldo Maciel

não quero olhar para o chão

e ver as marcas de teus passos

quando não estás

enquanto me lembro

de horas atrás

enquanto estávamos abraçados

em minutos de silêncio

em palavras simples que trocamos

com ou sem nossos sons

 

não quero estar aqui

nem em nenhum lugar

em que não estejas

enquanto espero

cem horas passarem

 

porque o que quero

são os momentos eternos

 

que sejam eternos

 

e que sejam eternos

Anúncios

M

Posted in Poemas with tags on 04/09/2014 by Geraldo Maciel

IMG_20130616_115036

 

 

 

 

 

 

 

e então eu soube que era você

que sempre fora você

que nunca haveria outros olhos outras cores outros risos

que tudo que eu fizesse seria você

que eu jamais seria o que precisava ser sem você

que a luz de seus olhos invadiria abrupta os meus

 

e mesmo eu não merecendo

mesmo fazendo tudo que não devo fazer

mesmo estando perdido em algum lugar em mim

mesmo não sendo o que posso ser

mesmo me sabendo errado e torpe

mesmo causando o que nunca deveria

 

eu soube

assim como sei

que é você

 

ao demolir os muros que prenderam meus erros em mim

você verá surgir novas provas novos nossos olhos

ao erguer nossa casa no campo de todos nossos sonhos

você verá surgir novos versos em nossos lugares

 

e você saberá

como eu soube

que era você

 

e eu soube

que era você

que sempre fora você

que você será

que haverá eternidade

que a eternidade será

 

e saberemos

entre passos

entre pés

entre olhares

entre rugas

entre abraços

 

saberemos

eternamente

que seremos nós